segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Curta na escola


Se você gosta de utilizar vídeos como recurso no planejamento e execução de atividades didático-pedagógicas, o site Curta na Escola pode ser uma boa opção para encontrar animações, curta metragens e até sugestões de aulas acerca de diferentes temáticas. Conheça um pouco mais: http://www.curtanaescola.org.br/

I Seminário Nacional - Formação de professores a distância: desafios e perspectivas do curso de pedagogia

 

Para quem se interessa pelo contexto da formação de professores por meio da EaD, fica a dica do evento que ocorre ao longo desta semana na Universidade Federal de Uberlândia.

Segue link para informações mais detalhadas:

domingo, 3 de agosto de 2014

Inclusão: novo material sobre tecnologia assistiva - material para download

"A tecnologia assistiva, em sua definição, engloba uma série de recursos, serviços e produtos destinados a superar as barreiras impostas pelo ambiente para que as pessoas com alguma deficiência possam interagir com este e maximizar o seu potencial.
Muitas vezes confundida com equipamentos de alta tecnologias, ela na verdade engloba desde os vocalizadores e computadores mais potentes até um simples lápis adaptado de forma caseira.
Nos links abaixo temos algumas sugestões de materiais que podem auxiliar professores e pais a buscarem recursos adequados a realidade de seus filhos e alunos que podem ser o diferencial entre o conceito de limitação e incapacidade."
Não deixem de ler, é bastante interessante!!!

sábado, 2 de agosto de 2014

Livro "Tecnologias digitais na educação"

Pensando em auxiliar os profissionais da educação e estudantes de pedagogia, a Universidade Federal da Paraíba lançou o livro Tecnologias Digitais na Educação, que apresenta diversos artigos resultantes de monografias acadêmicas sobre o tema.

O livro "Tecnologias Digitais na Educação" está disponibilizado online para leitura. Vejam:

Link: Tecnologias Digitais na Educação



II Encontro de práticas docente da Licenciatura em Computação: Estágio Supervisionado e Pibid

Em setembro, IFTM Campus Uberlândia Centro sediará “II Encontro de práticas docentes da Licenciatura em Computação: Estágio supervisionado e Pibid”, organizado pelos professores e estudantes do curso de Licenciatura em Computação do Campus. Evento será composto por palestras, oficinas, mesas-redondas e apresentações de trabalho em pôster. Interessados devem se inscrever para atividades pelo site do evento.
Confiram maiores informações no site:

http://www.iftm.edu.br/uberlandiacentro/epd/

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Brainly - Rede social de estudos


Uma navegante que passou pelo nosso blog aproveitou a oportunidade para nos  fazer o favor de apresentar-nos o Brainly. Conhecem?

Em tempos de ascensão de redes sociais passam a ser comuns as iniciativas que aproveitam o potencial das TDICs a favor dos processos de ensino-aprendizagem, por parte de professores e alunos. Para quem não acredita na capacidade que a faixa etária jovem pode ter para aprender de maneiras não tradicionais, precisa dar uma passeada por este site.

Aqui os usuários, fisicamente distantes, têm o objetivo geral de socializar dúvidas em relação a alguns conteúdos e, consequentemente, ajudar uns aos outros. Dessa forma, a dinâmica de uso da rede não tem um tratamento sistemático, do ponto de vista didático-pedagógico, mas pode contribuir com fatores, como autonomia, colaboração, pesquisa, comunicação, dentre outros.

Com relação às ajudas oferecidas há uma ranking que vai do título de principiante a gênio, e atribuição de pontos de acordo com o nível e a quantidade de respostas. Pelo pouco tempo que naveguei pela rede para conhecê-la, vi que ela é sempre "movimentada" e as interações não demoram muito para ocorrer.

É um exemplo que nos faz refletir sob diferentes perspectivas... Isso já é bom! 

Enquanto profissionais da educação, pensemos: o que poderíamos explorar deste recurso e até propor como melhora? Qual é o perfil dos nossos alunos e, em função disso, qual deve ser o nosso? Como pensar a EaD como modalidade que tem sido, cada vez mais, ESCOLHIDA por uma quantidade expressiva de pessoas? Que tipo de usuários desses recursos devemos ajudar a formar e como fazer isso?

Conheçam o Brainly e reflitam sobre isso. Afinal este é só mais dentre vários outros que já existem e continuam a ser rapidamente desenvolvidos.


Hand Talk - Tradutor para Libras


De acordo com a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, a Língua Brasileira de Sinais (Libras) é "...  a forma de comunicação e expressão, em que o sistema linguístico de natureza visual-motora, com estrutura gramatical própria, constituem um sistema linguístico de transmissão de ideias e fatos, oriundos de comunidades de pessoas surdas do Brasil.". (BRASIL, 2002).

Apesar do seu reconhecimento legal e de ser uma das línguas mais faladas, as iniciativas voltadas para o seu aprendizado e uso não é tão evidente nos contextos onde há pouca presença de pessoas com deficiência auditiva.

A comunicação é um direito de todos e equivale, dentre outros aspectos, a um processo de compreensão mútuo e bidirecional. Tomar conhecimento das estratégias que favorecem esse processo é uma maneira de contribuir com uma sociedade realmente inclusiva. E fazer uso das modernidades tecnológicas a favor disso contribui com o ideal de sermos usuários e não consumidores desses recursos.

Diante disso, para quem se interessa em se familiarizar com a Libras, bem como fazer uso dela, a dica é o software Hand Talk, "Eleito o melhor aplicativo social do mundo pela ONU, o app Hand Talk traduz conteúdos para a Libras, Língua Brasileira de Sinais, que facilita a comunicação entre surdos e ouvintes.". (GOOGLE PLAY, 2014). É um aplicativo de fácil uso que permite a tradução via voz ou texto. 

Para quem se interessa, segue o link para download do aplicativo:

Programa Aprender em Rede


Para maiores informações e inscrições acessem o blog do programa:
http://blogaprenderemrede.wordpress.com/



terça-feira, 29 de julho de 2014

"Educação do futuro terá banda larga gratuita e drones"

De acordo com a matéria, de Schuler (2014) publicada na página do Terra Educação, o uso pedagógico das tecnologias digitais de informação e comunicação (TDICs - prefiro chamar assim ao invés de TICs ou NTICs) pode favorecer um futuro promissor para os processos de ensino aprendizagem.

Inovação é um termo em destaque na matéria. A palavra, apesar de parecer moda nos dias atuais, sempre foi (ou deveria ser) condição sine qua non na educação, conforme é possível perceber ao retomarmos algumas literaturas da área. Penso que é importante ressaltar que a inovação está nos processos e nas relações, enquanto que os recursos podem apoiar ou não, dependendo da condução humana.

Outro aspecto relevante na discussão é a questão do aluno enquanto centro das atenções. Acho que muitos retrocessos na história da educação se devem ao fato das polarizações. Para mim, professor e aluno são autores e atores do processo.

Também me inquieta o uso do artigo O para mencionar A EaD. No contexto educacional esses detalhes, apesar de parecerem simples, permeia a concepção pedagógica que se tem e, possivelmente, as práticas adotadas em relação aos processos de ensino-aprendizagem. Nesse sentido, acredito que falar de A Educação a Distância (e não O Ensino a Distância), é, para mim uma forma de concebê-la como modalidade que não privilegia só o ensino (professor), mas um processo chamado educação e que requer vários outros fatores que não só o ensino.

Confiram a matéria na íntegra: 
http://noticias.terra.com.br/educacao/educacao-do-futuro-tera-banda-larga-gratuita-e-drones,e8d99d1dbea67410VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html